Consultoria para Programa de Bem-estar Financeiro

O mundo está mudando rapidamente na forma como consumimos informações, nos tipos de trabalhos que fazemos, como nos conectamos e nos comunicamos uns com os outros. Talvez uma das maiores mudanças esteja na relação entre o empregador e o empregado. 

Os profissionais de RH estão na linha de frente dessa mudança sísmica. Eles também são mais pressionados do que nunca, à medida que as demandas de suas organizações aumentam. Muitas vezes há a sensação de que dificilmente há tempo suficiente para respirar, muito menos pensar estrategicamente sobre iniciativas que levarão suas organizações ao crescimento. 

O mundo está mudando rapidamente na forma como consumimos informações, nos tipos de trabalhos que fazemos, como nos conectamos e nos comunicamos uns com os outros. Talvez uma das maiores mudanças esteja na relação entre o empregador e o empregado. 

Os profissionais de RH estão na linha de frente dessa mudança sísmica. Eles também são mais pressionados do que nunca, à medida que as demandas de suas organizações aumentam. Muitas vezes há a sensação de que dificilmente há tempo suficiente para respirar, muito menos pensar estrategicamente sobre iniciativas que levarão suas organizações ao crescimento. 

Samples
Baixe o Programa
Características
R$15.000,00
Descrição

Hoje, o líder de RH tem que ser contador, advogado, psicólogo, negociador, conselheiro, gerente de projeto e um especialista em TI. Resumidamente, um super-herói!

É com esse “super-herói” em mente que mostramos como o bem-estar financeiro pode melhorar as iniciativas existentes e fornecer um guia sobre como projetar e implementar um programa de bem-estar financeiro. E ainda melhorar as iniciativas existentes.

Investir no bem-estar financeiro de seus colaboradores é a coisa certa a fazer para seu negócio e para a sociedade.

 

Na década de 1970, o RH estava focado em auditoria, controle e atendimento certificando-se de que pessoas estavam sendo remuneradas adequadamente. Na década de 1980 o foco passou a ser mais no gerenciamento de aspectos regulatórios e de conformidades. Na década de 1990, houve um foco em gestão de pessoas e planos de desenvolvimento de carreira. 

Paralelamente, as empresas começaram a falar muito mais sobre como melhorar a produtividade e aumentar a retenção. Mais recentemente, a atenção mudou para a diversidade, inclusão e bem-estar onde muitas organizações se concentram na erradicação da diferença de remuneração entre gêneros e nas lacunas de programas de bem-estar mental e financeiro. 

 

O bem-estar financeiro é complexo e específico ao contexto de vida de cada pessoa. Nossos sentimentos, hábitos e comportamentos em relação ao dinheiro são ligados a aspectos integrais de nossa personalidade e formação. 

Neste sentido, fornecer um programa de suporte para ajudar os colaboradores a cuidarem de seu dinheiro pode parecer invasivo, pessoal e impossível. Mas não precisa ser. 

Falamos com várias organizações nos últimos anos. Elas enfrentam muitos dos mesmos desafios independente do tamanho e da indústria a que pertencem. 

 

Identificamos seis etapas práticas para abordar cada um dos desafios de bem-estar financeiro que as empresas enfrentam. 

Essas etapas são baseadas em várias discussões com profissionais de RH, em nossa própria pesquisa e melhores práticas por aqueles que passaram pelo processo de desenvolvimento e implementação de um programa de bem-estar financeiro. 

Um programa de bem-estar financeiro é um reconhecimento que, ao colocar seus colaboradores em primeiro lugar, você cria um ambiente onde a organização pode melhorar sua produtividade e aumentar a retenção das pessoas. 

 

Mais informações Para mais informações, acesse https://www.mercer.com.br/our-thinking/wealth/bem-estar-financeiro-super-rico.html.